quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Mudança de Clima

15/01/2009 (de http://tito.mendes.zip.net)

Mudança de Clima

Ontem assisti ao documentário “A Última Hora”. E, pra ser sincero, não sei exatamente o que pensar. A narrativa do filme baseia-se no fato de que nós, humanos estamos gradativamente destruindo nossa biosfera, e que os maiores prejudicados seremos nós mesmos. Pois a carga de lixo e de poluição que lançamos em nosso ecossistema, além de prejudicar a biosfera, nos afeta diretamente.

Fiquei abismado com a afirmativa de que de todas as espécies existente neste planeta, mais de 99 % já se extinguiram, ou seja, a extinção da humanidade é um processo natural, o que fazemos é apenas antecipar este processo, assim como já fizemos com várias das espécies que encontramos quando aqui chegamos até agora.

A narrativa conclui que, após todo o prejuízo que traremos a nós mesmos, e nossa conseqüente prematura extinção, a terra com certeza se recuperará, e continuará sua jornada na existência universal. Ela permanecerá sem a nossa influência. Diga-se de passagem, muito melhor. Mas não precisamos assistir tudo isso de camarote, podemos, começando agora mesmo, fazer algo para prolongar aqui os nossos dias com qualidade.

Talvez você, que como eu seja cristão, pense: “se minha esperança não está fundamentada nesta existência terrena, por que deveria eu me preocupar?” Pobre coitado, medíocre e egoísta o que pensa dessa forma. A Terra não nos pertence, ela nos é uma concessão, conforme nossa forma de crer, Divina. Ela é criação de Deus, não devemos desprezar essa criação. Não devemos destruir a Sua obra.

Eu não quero, e nem posso viver aqui para sempre, mas a minha posteridade permanecerá aqui, enquanto Deus assim permitir. Preciso cuidar do futuro dos meus filhos, precisamos deixar um legado melhor do que este que estamos deixando.

A temperatura da Terra já subiu 1 grau centígrado, e vem mais por aí. As espécies marinhas estão se extinguindo por causa do lixo que lá lançamos e pela forma predatória que as exploramos. Já temos recebido de volta tempestades, furações, ciclones tropicais, degelo das calotas polares...

A solução encontra-se na abolição dos combustíveis fósseis e no uso de energias renováveis e sustentáveis, no reflorestamento, no uso de materiais recicláveis, em mais frugalidade e menos industrialização. Ou seja, em mudança completa de hábitos e culturas.

Deixo aqui o alerta que assisti no documentário: Nós não temos muito tempo, precisamos começar a mudar nossa forma de agir sobre nossa biosfera, ou então...



Escrito por titomendes às 11h22

Nenhum comentário:

Postar um comentário