domingo, 24 de abril de 2011

PÁSCOA NÃO É ISSO

Ovos de chocolate, bombons, cestas e coelhinhos... Páscoa não é isto. Não é que você não possa comprar ou comer chocolate, bombons, bacalhau com batata, ou qualquer outra coisa que faça no feriado, mas a Páscoa está muito acima disto. Melhor ainda, nada disto trás à memória o verdadeiro significado da Páscoa.
Páscoa é o fim da escravidão, o cessar do sofrimento e o início da libertação. Processo inicial que resulta em conquista da verdadeira liberdade.
É ver o juízo Divino agindo como um grande tsunâmi devastador que passa por cima de você mas não o atinge, não porque você seja bom, mas porque Deus decidiu agir misericordiosamente colocando a Sua mão sobre você.
Páscoa é repartir o alimento juntando a si aqueles que têm menos provisão e necessitam do seu auxílio permitindo que eles, não apenas comam com você, mas que sejam seus próximos, amigos chegados, irmãos.
É comer o pão assado às pressas pois a jornada é urgente e não há tempo para fermentá-o. É caminhar sem levar muita coisa, pois Aquele que liberta é o que sustenta e provê o necessário, pois basta a cada dia o seu mal.
Páscoa é deixar pra trás um exército de desconfiança e incerteza, de medo e desamparo, e ter à frente um mar aberto conduzindo a um caminho de esperança.
É atravessar um deserto e ser educado, provado, expurgado até estar realmente pronto para entrar na Terra Desejada, a Salvação Eterna.
Isto é Páscoa, a Mão que afasta o juízo, o Cordeiro que foi morto e repartido, o fogo que aqueceu no caminho, a sombra que refrescou, o pão que desceu do céu. Jesus Cristo que foi morto pelos seus pecados, sofreu o juízo em seu lugar e que venceu a morte, ressuscitou e hoje vive!
Ele quer libertar você também.

Pastor Tito Mendes

Nenhum comentário:

Postar um comentário